Ralph Waldo Emerson

Farei um breve relatório em torno da vida e obra de Ralph Waldo Emerson, considerado um dos mais notáveis pensadores e poetas da América do século XIX.

Emerson nasceu em Boston no começo do século XIX em uma família de classe média. Foi educado segundo o Christianity Unitarian, que rejeitava os ideais calvinistas de predestinação. Ele questiona o porquê de nós não podermos determinar o nosso próprio futuro.

Formou-se em Harvard e tornou-se ministro, mas largou o ministério e foi para Europa, onde conheceu pessoalmente Wordsworth e Coleridge e foi bastante influenciado pelo Romantismo Europeu.

Quando volta, passa a participar das societies for studies e das travelling lectures promovidas por Harvard e por outras instituições, as quais almejavam a irradiação da educação, baseada na questão da virtude do homem.

A juventude de Boston, bastante influenciada pelo Romantismo Europeu, também lê Goethe, Kant, gregos e hindus. Esses jovens se autodenominam transcendentalistas e se propõem a organizar um sistema de idéias, levando em conta o sentimento e a intuição, em oposição à razão. Rejeitam o Puritanismo por ser uma religião institucionalizada. A proposta dos transcendentalistas era de que Deus é uma energia que se espalhava pela natureza. Nesse sentido, eles eram anti-doutrinários.

Esse grupo surge também como uma grande força, na medida em que resiste ao tipo de vida trazido pela Revolução Industrial. Emerson critica o discurso do chamado “progresso da ciência”, imposto pelo cientificismo – fé cega na ciência – e que está diretamente ligado à Revolução Industrial. Para o poeta, a resposta para todos os problemas está na natureza. Esse discurso de crítica à supervalorização da ciência é uma derivação do Romantismo.

Emerson foi um dos membros mais importantes dentre os transcendentalistas. Ele não era um filosófico sistemático, visto que nunca provou as suas teorias. Entretanto, suas opiniões eram um equilíbrio entre descrença e fé. Afirmava e acreditava que a intuição deveria ser um sinal de direção para uma verdade universal. Por causa dessa dualidade, foi, por muitas vezes, questionado e muitos dos seus leitores o achavam incoerente.

Tem uma visão dualista, pois separa natureza de espírito, considerando o que é da natureza como arte, ou seja, artificial. Segundo ele, haveria uma ligação entre natureza e espírito, na qual a natureza seria uma imagem na qual o homem pode compreender o divino. Ao contemplar a natureza, o indivíduo conseguiria ouvir o seu próprio espírito.

O poeta em questão não era um revolucionário político, ele procurava inspirar um rejuvenescimento cultural, uma independência de pensamento. Preocupava-se também em dar a importância necessária ao valor do homem no universo. Mesmo que o pensamento dele fosse essencialmente religioso, ele agia como um artista literário. Seu entendimento do homem e da natureza como símbolos de uma verdade universal impulsionou um movimento simbolista. Acabou por influenciar movimentos sociais que mudaram a América.

0 Responses to “Ralph Waldo Emerson”



  1. Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s





%d bloggers like this: